Resumo da actividade no resto do 2.º Semestre

A 3 de Setembro teve início a 2.ª edição do PEP no Centro de Acolhimento do Beato e a 14 do mesmo mês arrancou a 3.ª edição do programa no Centro de Acolhimento de Alcântara, ambos facilitados pelo João Manuel Frade.

Na Comunidade Vida e Paz a 7.ª edição do PEP para utentes teve início a 19 de Setembro e na Livraria Mais iniciámos a 29 de Setembro também a 7.ª edição do PEP.

No dia 3 de Dezembro iniciámos a 4.ª edição do PEP no Centro de Acolhimento de Alcântara, facilitado pelo João Manuel Frade.

Aldeia do Ledo – Mértola

No seguimento de uma apresentação do Programa de Educação para a Paz (PEP) feita pela facilitadora Ana Maximino na escola onde lecciona, na EB2+3 de Armação de Pera, uma colega entusiasmou-se e solicitou apoio para organizar um PEP na sua aldeia no período de férias, designadamente na Aldeia do Ledo, no concelho de Mértola. Trata-se de um pequeno aglomerado de casas com cerca de 20 habitantes, maioritariamente da terceira idade. A população aumenta e rejuvenesce no período de férias com o regresso dos emigrantes e das pessoas que trabalham nos grandes centros urbanos. Assim, no dia 4 de Agosto, teve início um PEP nas instalações da Associação de Lazer dos Moradores do Ledo, dinamizado pela facilitadora Olga Cipriano.

Eis algumas das expressões registadas:

“Sem paz de espírito não estamos bem connosco e nem com quem nos rodeia”.

“Somos ouvintes sem estudos, mas a nossa essência é pura e humilde e sabemos que o bem está em nós e temos que acreditar em nós e nos outros, só assim somos felizes, tal como Prem Rawat nos transmitiu, somos flores que precisamos de florescer e crescer, em nós e com os que nos rodeiam”.

“Sem dúvida que é muito importante viver o momento do agora, mas infelizmente a nossa mente leva-nos para o amanhã, ou até para o passado”.

“Todos temos possibilidades de escolha e há quem escolha o caminho do bem e do mal, penso que o do mal é sempre o mais fácil e muitas vezes o mais aliciante, mas quando se experimenta o caminho de fazer bem, não queremos outra coisa”.

“A paz é sentirmo-nos de bem connosco em primeiro lugar e depois com todos os que nos rodeiam”.

“Sem dúvida, a semente, por mais pequena que seja, se cuidarmos dela, ela cresce, floresce e podemos dar um leque de oportunidades. Nada como semearmos desde o princípio a semente do amor, para mim a mais importante, a da paz e da compreensão”.

“Gostámos muito de assistir a todos os vídeos de Prem Rawat; não nos disse nada de novo, pelo menos ao povo alentejano, que é um povo humilde e hospitaleiro, mas despertou algumas ideias adormecidas e claro foi um prazer conhecer o embaixador da paz, que nem sabíamos que existia.”

Resumo das actividades no 1.º semestre de 2018

No primeiro semestre, logo no mês de Janeiro demos início a três PEP, na ERA – Comunidade Terapêutica, em Alcanede, para 17 utentes, e dois PEP abertos ao público, nomeadamente a 2.ª edição no Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas (ISCSP) e a 4.ª edição na Livraria Mais, na Parede.

Os PEP iniciados no final do ano de 2017, quer na Comunidade Vida e Paz, quer no Centro de Acolhimento de Alcântara (Assoc. VITAE) proseguiram em Janeiro e Fevereiro.

Após duas edições na Academia Sénior da Cruz Vermelha da Parede, no mês de Fevereiro teve início um PEP na Academia Sénior da Cuz Vermelha de Cascais, porém, dado que não começámos no início do ano lectivo, o horário que nos foi posivel atribuir não se revelou o mais indicado e, ao contrário do que se tinha verificado na Academia da Parede, a adesão foi diminuta e irregular, pelo que não chegámos a concluir o PEP.

No dia 15 de Fevereiro, a equipa das Caldas da Rainha iniciou dois PEP, um na Associação Foz (comunidade terapêutica), para 20 utentes, no Nadadouro, Caldas da Rainha, e outro na Associação A Minha Casa (comunidade terapêutica), para 20 utentes, em Óbidos.

No mês de Março teve início a 5.ª edição do PEP para utentes da Comunidade Vida e Paz, na Quinta da Tomada, que se prolongou até Junho.

A 31 de Março iniciou-se a 5.ª edição do PEP na Livraria Mais, na Parede.

Em função dos bons resultados do PEP no Centro de Acolhimento de Alcântara, a Associação VITAE decidiu implementar o programa também no Centro de Acolhimento do Beato (em Lisboa). Com início em 9 de Abril, o programa foi facilitado pelo João Manuel Frade e pelo Francisco Delgado.

No dia 13 de Abril iniciámos um novo PEP no Algarve, na Explicar-te, em Armação de Pêra, facilitado pela Carla Serrinha.

A 28 de Abril teve início a 3.ª edição do PEP no ISCSP e a 9 de Maio a 6.ª edição do PEP na Livraria Mais.

A 12 de maio iniciámos um PEP na JRS (Serviço Jesuíta aos Refugiados), em Lisboa, facilitado pelo João Manuel Frade.

A 12 de Junho teve início a 3.ª edição do PEP no Centro de Acolhimento de Alcântara, enquanto que a 22 de Junho teve início a 6.ª edição do PEP para utentes da Comunidade Vida e Paz, na Quinta da Tomada, Venda do Pinheiro, facilitado pelo Rodolfo Macedo Dias e pela Isabel Bravo.

burst

Relativamente ao Projecto do Bem-Estar e da Paz a decorrer na sede do Agrupamento de Escolas da Cidadela, em Cascais, o programa foi implementado em 4 turmas do 6.º ano (120 alunos), tendo havido no início de Maio uma curta ação de formação  em educação positiva para os professores em causa, ministrada pela Prof. Dra. Helena Marujo.

 

Resumo da actividade nos meses de Outubro, Novembro e Dezembro

Comunidades Terapêuticas

No mês de Outubro, iniciámos 2 segundos Programas de Educação para a Paz (PEP) para utentes, um na Associação Sol Nascente (Pinhal Novo) e outro no Farol (Sintra).

Na Clínica Linha de Água, no Bombarral, iniciámos um novo PEP para utentes, facilitado pela nossa equipa das Caldas composta pela Lurdes Esteves e pela Teresa Serrenho.

Em Lisboa iniciámos um PEP para os técnicos do Centro de Acolhimento de Alcântara – Associação VITAE., facilitado pelo João Frade e pelo Rodrigo d’Orey. O impacto foi tal que, no final de Novembro, decidiram avançar logo com o PEP para utentes, já facilitado por técnicos da associação.

Em Novembro teve início o 4.º PEP para utentes na Quinta da Tomada, da Comunidade Vida e Paz.

Universidades Sénior

Também no mês de Outubro, no Algarve, iniciámos um novo PEP no Polo de Educação ao Longo da Vida de Armação de Pera, facilitado pela Irene Alves e Ana Maximino.

Iniciámos também a 2.ª edição do PEP na Academia Sénior da Cruz Vermelha, na Parede.

PEP Abertos

Na Livraria Mais, na Parede, iniciámos a 3.ª edição (aberta ao público) do PEP.

No dia 7 de Outubro participámos (António e Carlos) na abertura do PEP na Biblioteca Municipal de Albufeira.

No mesmo dia, da parte da tarde, estivemos no encerramento dos dois PEP de Lagos e de Portimão.

No mês de Novembro iniciámos mais dois PEP: um nas Caldas da Raínha, na Associação MVC (Movimento Viver o Concelho), facilitado pela Lurdes Esteves e pela Teresa Serrenho

e outro na Associação Cultural Moinho da Juventude, na Cova da Moura – Amadora, sendo este primeiro dirigido à população sénior.

Resumo da actividade nos meses de Julho, Agosto e Setembro

Comunidades Terapêuticas

No mês de Julho, na Quinta da Tomada, da Comunidade Vida e Paz, facilitado pelo Rodolfo Dias (conselheiro da Vida e Paz), iniciou-se mais um Programa de Educação para a Paz (PEP) para utentes (3.º) .

No Farol – Associação para o Tratamento da Toxicodependências, em Sintra, iniciámos um novo PEP para utentes, facilitado pela equipa constituída pela Mónica Beleza, Carlos Saraiva e Rodrigo d’Orey.

Na Associação Sol Nascente – Recuperação de Toxicodependentes, no Pinhal Novo, iniciámos um um novo PEP para utentes, facilitado pela Zezinha Alves e pelo Vitor Oliveira.

PEP Abertos

Também no mês de Julho, na Livraria Mais, na Parede, da nossa amiga Isabel Prata Coelho, teve início o 2.º PEP, facilitado pelo António Reca de Sousa e pelo Carlos Saraiva.

No Algarve, já com um PEP em curso na Biblioteca Municipal de Lagos, no mês de Agosto, em Portimão, nas instalações do Jorge Vera Cruz (distribuidor Herbal Life), iniciámos um PEP que foi facilitado pela Ana Maximino e pela Ascensão André.

PEP na Biblioteca Municipal de Lagos

No sábado, dia 22 de Julho, realizou-se a primeira sessão do PEP2 na Biblioteca Municipal de Lagos. Os facilitadores foram a Ana Maximino e o António Reca de Sousa. Os 8 participantes revelaram grande interesse no tema e vontade em cooperar na divulgação do PEP no Algarve. Foi extremamente inspirador.  As sessões realizam-se aos sábados, das 10.30 às 11.30.

Apresentação do Programa de Educação para a Paz (PRP) nas Caldas da Raínha

No dia 21, na Junta de Freguesia de N.ª Senhora dos Pópulos, Caldas da Raínha fizemos uma apresentação do PEP para a associação MVC (MovImento Viver o Concelho). Este movimento de cidadania reúne há 8 anos todos os dias 21 às 21 horas para debater os mais diversos temas e sempre com convidados para debater os temas com o público. A sessão estendeu-se até às 23 horas e houve uma debate bastante vivo, com as pessoas a manifestarem-se bastante interessadas. (ver link  Facebook da MVC – transferir ).

Programa de Educação para a Paz (PEP) nas Comunidades Terapêuticas

No mês de Junho concluiu-se o 2.º PEP para utentes da Comunidade Vida e Paz, na Quinta da Tomada e, de imediato iniciou-se a 3.ª edição do mesmo. Os facilitadores são os conselheiros Rodolfo Dias e Isabel Bravo.

No dia 4 de Julho iniciámos também um PEP para os utentes da Associação Sol Nascente, no Pinhal Novo. Os facilitadores são a Zezinha Alves e o Victor Oliveira.

No dia 6 de Julho, a Mónica Beleza e o Carlos Saraiva iniciaram também um PEP1 no FAROL – Associação para a o Tratamentos das Toxicodependências, em Sintra.